Olá, Visitante. Por favor entre ou registe-se se ainda não for membro. Perdeu o email de activação?

Mensagens recentes

Páginas: [1] 2 3 ... 10
1
Eventos/Encontros/Passeios / The Transcontinental Race
« Última mensagem por hotelvaleta em Abril 25, 2017, 19:03 »
Este ano é que é!
O ano até agora tem sido uma treta... má forma fisica, planos furados, morte do Mike Hall.. mas vamos lá ver se levo isto até ao fim e completo os 4000km da Bélgica à Grécia.
Espreitem aqui https://www.facebook.com/RuiRodriguesAdventureCycling/ para acompanhar as minhas desventuras!
2
Mecânica / Como afinar os travões
« Última mensagem por paulopacheco em Fevereiro 21, 2017, 15:00 »
Desenrosque a contraporca e rode lentamente o parafuso de afinação. Se isso não for suficiente, desaperte o perno do tensor do cabo com uma chave. Estique o cabo e segure-o nessa posição enquanto aperta o perno, Em seguida, regule a tensão do cabo através do parafuso de afinação e aperte a contra-porca.
3
Mecânica / Como mudar os calços dos travões
« Última mensagem por paulopacheco em Fevereiro 21, 2017, 14:58 »
O normal é, os dois calços desgastarem-se em simultâneo. Mas, mesmo que só um esteja gasto, mude os dois e verifique o mecanismo. Comece por soltar o cabo dos travões e desapertar a porca que fixa o suporte metálico. Segure o suporte com um alicate ou com o auxílio de um torno, por exemplo, e retire o calço usado com uma chave de fendas. Coloque o suporte metálico na vertical e introduza o calço novo com um martelo. Para realizar esta operação, prenda o suporte firmemente.

Atenção: o lado aberto do suporte deve ficar virado para a parte traseira da bicicleta e o calço não deve tocar a jante. Aperte bem a porca de fixação do suporte.
4
Mecânica / Problemas com os travões
« Última mensagem por paulopacheco em Fevereiro 21, 2017, 14:56 »
Existem diversos sistemas de travões, mas vamos falar apenas dos de bloco de travagem, que são constituídos por pequenos calços de borracha que encaixam num suporte metálico. Para que este sistema funcione correctamente, é necessário que o cabo esteja esticado e que os calços estejam em bom estado. Se notar que o cabo de travagem se desfia, este terá de ser substituido, caso contrario poderia partir-se ao travar. Lubrifique bem o cabo novo antes de o introduzir no resguardo. A alavanca do travão não deve tocar o guiador, mesmo quando completamente puxada. Caso contrário, a travagem será pouco eficaz. Por outro lado, se a alavanca for difícil de puxar, a travagem será demasiado brusca. Algumas bicicletas possuem um parafuso de tensão do cabo, que permite regular correctamente a travagem.
5
Mecânica / Mudanças mal afinadas
« Última mensagem por paulopacheco em Fevereiro 21, 2017, 14:53 »
Para afinar as mudanças basta ajustar os dois parafusos de afinação das mudanças. Seleccione a primeira mudança e ajuste o parafuso superior dianteiro, até a corrente ficar bem encaixada na roda dentada de maior diâmetro. Em seguida, seleccione a última mudança e ajuste o parafuso inferior, até a corrente ficar bem encaixada na roda dentada mais pequena.
6
Mecânica / Folga na direcção
« Última mensagem por paulopacheco em Fevereiro 21, 2017, 14:51 »
Se, ao levantar um pouco o guiador, verificar que este tem folga, é necessário corrigi-la imediatamente. Para isso é necessário desapertar a contraporca e retirar o aro metálico. Em seguida, aperte ligeiramente a caixa dos rolamentos de direcção, deixando um pouco de folga; reponha o aro e aperte a contraporca. Se verificar que continua a existir folga na direcção, convém examinar os rolamentos. Mas é melhor entregar esta tarefa a um mecânico.
7
Mecânica / Para esticar a corrente
« Última mensagem por paulopacheco em Fevereiro 18, 2017, 17:11 »
Desaperte as porcas de fixação do carreto traseiro e puxe a roda para trás, até que a corrente esteja bem esticada. Em seguida, aperte de novo as porcas.
8
Mecânica / Para encurtar a corrente:
« Última mensagem por paulopacheco em Fevereiro 18, 2017, 17:10 »
Normalmente as correntes tem um elo amovível, é com este elo amovível que é possivel encurtar a corrente.

1º passo: solte o grampo com um alicate para poder abrir e retirar a corrente sem desmontar a roda.

2º passo: limpe a corrente, para isso pode mergulha-la durante algumas horas em pretróleo.

3º passo: calcule o comprimento ideal da corrente e retire os elos em excesso.

Nota: Se a corrente não tiver um elo amovível: desmonte a roda de trás. Em seguida, abra a corrente com um punção e adapte o comprimento com a roda já montada e puxada ao máximo para a frente. Encurte a corrente e feche-a com um elo amovível, que poderá encontrar à venda numa loja especializada.
9
Mecânica / A corrente está larga?
« Última mensagem por paulopacheco em Fevereiro 18, 2017, 17:08 »
Quando a corrente da bicicleta está com folga ou quando os elos não encaixam nas rodas dentadas isto significa que esta está deteriorada e é necessário substitui-la
10
Mecânica / Pneu vazio
« Última mensagem por paulopacheco em Fevereiro 18, 2017, 17:06 »
Se tiver um pneu vazio, comece por verificar o pipo: tire a tampa e molhe o pipo com um pouco de saliva. Se este soltar bolhas de ar, substitua-o. Caso contrário, procure eventuais furos no pneu, provocados por um objecto pontiagudo (um prego ou um pedaço de vidro, por exemplo). Para fazer a reparação da câmara-de-ar, é necessário retirar o pneu. Para isso poderá utilizar ferros de desmontar ou, em alternativa, chaves de fendas ou colheres.

Atenção: é necessário ter cuidado para não danificar a câmara-de-ar!

Desenrosque completamente o pipo e separe o pneu da câmara-de-ar. Encha-a e passe-a por um recipiente com água. As fugas existentes vão libertar bolhas de ar. Seque bem a zona onde as bolhas se encontram e friccione-a com papel de lixa. Cubra os furos com cola adequada e, depois de esta secar, aplique o remendo (alguns já trazem cola). Passe a ponta dos dedos pela superfície da câmara-de-ar e pelo interior do pneu, para verificar se não existem saliências, pequenas pedras, que possam originar outros furos. Espere uns minutos e volte a mergulhar a câmara-de-ar em água, para garantir que o remendo ficou bem feito e que não há mais fugas. Volte a montá-la, começando por fixar o pipo e ajustando bem a câmara-de-ar na jante. Encha parcialmente a câmara-de-ar antes de montar o pneu e, quando este estiver no lugar, acabe de o encher.
Páginas: [1] 2 3 ... 10